Como é difícil ter paciência…

13 de Janeiro de 2016 , In: Mundo de Sofia, Vida, universo e tudo mais , With: 4 Comments
0

Deixa eu contar uma coisa, quem me vê sempre quietinha na minha pode até achar que eu sou assim, quase um monge tibetano. Mas olha, tô longe disso. Bem longe.

umJá ouvi incontáveis vezes sobre como sou calma e paciente com a Sofia. Pensando bem, acho que isso é uma das missões dela na minha vida: fazer com que eu desacelere, que eu seja menos explosiva, que eu aprenda e ensine pra ela que a vida pode ser mais leve.

Mesmo tão pequena, nos seus 1 ano e 8 meses, já consigo ver muito da personalidade dela e vejo tudo se repetir: ela é uma explosão, um furacão, apesar de parecer quietinha.

E é um desafio diário fazer 1 milhão de coisas, cuidar, educar e me manter sã e calma.

Mas como é difícil ter paciência quando ela cospe a colherada de comida que acabou de colocar na boca. E quando cospe a segunda, terceira, vigésima vez, na mesma refeição? Só pra fazer graça. Ou porque não quer comer. Ou porque simplesmente sim.

Como é difícil ter paciência quando ela não quer dormir, mesmo caindo de sono. E chora. E grita. E me bate. E fica mais de 2 horas nesse assustador ciclo. Toda tarde. Toda noite.

Como é difícil ter paciência quando ela quer correr na rua, perto dos carros e grita quando tento pegar na mão dela. E grita, chora e esperneia quando tento pegar ela no colo.

Como é difícil ter paciência a cada novo salto de desenvolvimento, quando o sono e apetite simplesmente somem. E demoram semanas pra voltar. E voltam devagar.

Como é difícil ter paciência quando ela quer correr pelo mercado, derrubando tudo o que vê pela frente. Abrindo embalagens, em um piscar de olhos. Fazendo aquele show quando digo não.

Como é difícil ter paciência quando ela não quer comer o pão que acabou de pedir. E quando dou na boca, cospe. E quando vou jogar fora, chora porque quer comer.

12224188_893574207346302_1427737108_nMas como é fácil ter paciência ao lembrar como ela foi esperada por quase 10 meses de gestação. Como tive medo de perdê-la alguns dias depois de descobrir que estava grávida e fiquei quase 3 meses praticamente sem levantar da cama, só pra ela sobreviver. Como foi amada a cada batida do seu coração que eu ouvia. A cada novo ultrassom, novo dia, nova semana, novo mês. A cada contração das 30 horas de trabalho de parto. E aí ela nasceu e eu vi aqueles olhos vivos, brilhantes e bochechas gordinhas. Como é fácil ter paciência quando lembro que vi seu primeiro sorriso, ouvi sua primeira palavra, acompanhei seus primeiros movimentos, passos, tombos. A cada música, dança ou brincadeira que ela inventa. A cada gargalhada. Quando ela me abraça bem apertado, me dá um beijo e fala “amo mamãe”. Quando ela tem um super pai mais do que incrível.

Como é fácil ter paciência quando lembro quantos momentos difíceis já se foram, mas as partes boas foram maiores e ficaram fortes guardadas no meu coração.

Outras fases difíceis virão, mas como é fácil ter paciência sendo mãe da minha pipoquinha sofia <3

Beijo da nerd <3

YOU MIGHT ALSO LIKE
31 de Março de 2015

Voltamos!

nerdsinlove
READ ARTICLE
19 de novembro de 2015

Sofia e o mar

Mundo de Sofia
READ ARTICLE
28 de Fevereiro de 2017

Papá do dia: carne de panela com mandioca

Comidinhas
READ ARTICLE
    • Paula
    • 13 de Janeiro de 2016
    Responder

    Nossa, me emocionei aqui. Alguns dias são bem difíceis. Hoje, quando ela (Sofia também, 9 meses) acordou 4:30 da manhã e parecia que não ía dormir nunca mais, eu tava pensando, qual a vantagem evolutiva dessa dependência tão grande da mãe por tanto tempo? Por que exaurir tanto a mãe nesse processo de crescimento? Costumo dizer que Deus fez back up de toda a paciência que existe no mundo e salvou em mim. Mas ela também tem limite. E a privação do sono é um dos fatores que me faz dar tilt. Fico irada por dentro. Tudo que quero é dormir. Maaas, nino ela e espero. Sei que uma hora vai dormir. Comida aqui também tá difícil. Mas até que ontem e hoje parece que o BLW começou a surtir efeito, e comeu bastante melancia pros padrões de consumo dela. Enfim, paciência pra nós e pras nossas.

      • mah
      • 13 de Janeiro de 2016
      Responder

      Exatamente, haja paciência! É muito muito difícil se manter calma em mil situações do dia-a-dia com um bebê, mas quando o cansaço/nervoso passa a gente vê o tanto que vale a pena.. 🙂

      E olha pra trás.. não parece que foi ontem que a sua Sofia nasceu? Pois apesar de nas dificuldades às vezes a gente achar que o tempo demora a passar, não.. ele voa! E rapidinho ela cresce! Eu sempre repito isso pra mim.. e repito também que ela não sabe muito bem como agir, o que é certo ou errado.. esses conceitos ainda estão se formando na cabeça dela e com a nossa ajuda! Por isso precisamos nos acalmar e ajudá-los! <3

      Beijo, Paula!

    • Shai Mrqs
    • 13 de Janeiro de 2016
    Responder

    Coisa linda este post! <3

      • mah
      • 13 de Janeiro de 2016
      Responder

      Muito obrigada, Shai <3

Leave a Comment

nerdsinlove

sobre a vida, o universo e tudo mais

Eu sou a mahrcinha, mãe e nerd em tempo integral. Esse blog foi criado em 2008 e de lá pra cá ele passou por muitas mudanças, assim como a minha vida. Por isso aqui compartilho um pouco de tudo :)

siga no instagram